Qual a utilidade da fundação em uma construção?

União Fundações faz parte do super complexo industrial Projeto Puma II
União Fundações faz parte do super complexo industrial Projeto Puma II
3 de novembro de 2023
4 pontos importantes em uma fundação
4 pontos importantes em uma fundação
29 de janeiro de 2024

Qual a utilidade da fundação em uma construção?

Qual a utilidade da fundação em uma construção?

Construction workers in hardhats plan skyscraper, using blueprint and teamwork generated by artificial intelligence

 

Sem dúvidas, a fundação é a parte mais importante de uma construção. Afinal, ela é o alicerce que vai tornar o empreendimento seguro, tanto para o início do processo construtivo, quanto para evitar que não ocorram falhas na estrutura do edifício. 

 

Assim, é necessário executar essa técnica com atenção, realizando um projeto de fundação antes de iniciar. Ou seja, um trabalho tão importante assim precisa ser executado por profissionais qualificados.  

 

Além de projetar corretamente as dimensões, ele também vai saber escolher entre os tipos de fundações que mais se encaixam para o determinado terreno. 

 

Ou seja, o entendimento profundo e qualificado é fundamental para a melhor aplicação e resultados, garantindo que não ocorram erros e riscos maiores para o empreendimento.  

 

Esses são os pontos mais importantes para as fundações. Mas você sabe qual são as utilidades da fundação em uma construção? Saiba mais nesse conteúdo especial! 

 

O que é e qual a utilidade da fundação em uma construção? 

 

Resumidamente, a fundação é uma estrutura que permite a distribuição da carga de novos empreendimentos para o solo. Ou seja, ela carrega o peso da construção de casas, prédios, viadutos ou qualquer grande edificação. 

 

Assim, é uma das primeiras etapas a serem realizadas e também uma das mais importantes para a construção civil. Para sua execução é necessário avaliar diversos pontos importantes, como por exemplo: características do solo, peso da edificação, materiais utilizados e projeto estrutural. 

 

Por receber os carregamentos provenientes da estrutura, ela se torna parte fundamental da obra.  

 

Além disso, ela recebe outras forças, como peso próprio, sobrecargas, ações de vento e empuxos, por exemplo. A fundação também irá transmitir o resultado das ações citadas para o solo ou rocha em que está apoiada. 

 

Desse modo, as fundações precisam ser especificadas como um elemento de transição capaz de compatibilizar as ações da estrutura em relação à resistência e à compressibilidade do terreno. Ou seja, a principal utilidade da fundação é promover estabilidade e segurança à edificação ao suportar e transmitir os carregamentos para o subsolo. 

 

Os principais tipos de fundações mais comuns na construção civil 

 

As fundações são divididas em dois tipos: profunda e rasa. Além disso, existem tipos diferentes para cada uma das classificações. Confira quais são as principais de cada um. 

Fundações rasas – A principal característica que define esses tipos de fundações é a transmissão de carga para o solo pela base. Em geral, a profundidade de escavação também é baixa, sendo igual ou inferior a 3 metros. Além disso, esse tipo é escolhido pela construção civil preferencialmente para casas com até dois pavimentos e em solos com boa resistência. 

 

Sapata isolada – Este modelo de fundação é recomendado para terrenos resistentes e com solo firme. 

 

Sapata corrida – Uma fundação direta e superficial, que é aplicada na construção de muros, paredes de reservatórios e casas com vãos pequenos. 

Bloco de fundação – Este tipo absorve a carga e distribui sem a necessidade de armadura, já que são dimensionados de forma que as tensões de tração sejam resistidas pelo concreto. 

 

Radier – Esse modelo possui grandes dimensões em planta e recebe pelo menos 70% as cargas de um edifício. Configura-se como uma placa de concreto armado ou protendido localizado abaixo da construção, em contato direto com o solo. 

 

Fundação profunda – A definição desse modelo se dá também pela transmissão da carga, que ocorre na base ou então pela superfície lateral. Sua aplicação mais comum ocorre em obras em que os solos superficiais são pouco competentes ou quando se têm carregamentos horizontais muito grandes. 

 

Estaca – Em geral, possuem mais de três metros de profundidade e são cravadas até conseguir alcançar um solo mais competente, chegando na resistência necessária. Podem ser feitas de madeira, concreto pré-moldado, aço e outros materiais. 

 

Tubulões – Basicamente, são cilíndricos revestidos com aço ou concreto. Desse modo, podem ser aplicados em construções a céu aberto ou então sob ar comprimido. No primeiro caso, é utilizado acima do lençol freático e, no segundo caso, é feito abaixo. 

 

Caixões – São concretados na superfície e instalados por escavação interna. Podem ter ou não a base alargada e ser executados com ar comprimido. 

 

A importância de trabalhar com profissionais qualificados 

 

Como já ficou bastante evidente, a fundação é um dos principais elementos da construção civil. Por isso, é muito importante que ela seja executada por profissionais experientes e qualificados 

 

Eles serão fundamentais para realizar uma construção de qualidade, sem riscos, com materiais com bom custo-benefício e com mais espaço de tempo para manutenção. 

 

Tudo isso pode ser considerado como fator fundamental para garantir a saúde financeira e viabilidade da obra. Assim, confie apenas em trabalhadores que possuem experiência, conhecimento técnico e estão sempre se aprimorando para utilizar as melhores técnicas e maquinários modernos. 

 

Além disso, com conhecimento e experiência, eles podem escolher e definir o melhor tipo de fundação para cada obra da construção civil 

 

Nesse sentido, devem ser levados em consideração diversos critérios para decidir qual se encaixará melhor com o terreno. Dentre os principais fatores, podemos destacar: segurança, técnica de execução, cronograma e custo. 

Cada um desses tópicos será avaliado pelo profissional responsável.  

 

Vale ainda destacar que dependendo da fundação, o orçamento será maior, mas para garantir a qualidade do projeto, não é recomendando de maneira alguma economizar com as fundações. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?