Fundação Radier: saiba tudo sobre esse tipo de fundação

5 vantagens de usar o 5G na Construção Civil
5 vantagens de usar o 5G na Construção Civil
27 de fevereiro de 2023
Aplicação da fôrma para concreto na construção civil
Aplicação da fôrma para concreto na construção civil: conheça seus tipos e usos
27 de março de 2023

Fundação Radier: saiba tudo sobre esse tipo de fundação

Fundação Radier: saiba tudo sobre esse tipo de fundação

Fundação Radier: saiba tudo sobre esse tipo de fundação

A fundação radier é um elemento da construção civil que faz parte da estrutura principal da edificação. Ela é uma fundação rasa, que atua como uma laje sobre o solo, semelhante ao contrapiso. Sua principal finalidade está em transmitir cargas da superestrutura para o solo, por meio da tensão superficial.

Ela também se diferencia pois apresenta bastante rigidez, com capacidade para receber mais do que 70% das cargas da estrutura. 

Na Roma antiga, a fundação radier era utilizada em aquedutos e edifícios públicos. Este uso se apresentava pela capacidade de reduzir a pressão aplicada sobre o solo, evitando recalques.

Com bastante diversidade, ela pode ser aplicada em obras de pequeno ou de grande porte. A escolha vai depender de diversas análises, principalmente das cargas, que são definidas a partir dos projetos Estrutural e de Fundação, além da capacidade de carga do terreno.

Dentre suas principais vantagens estão a redução do tempo de execução, diminuição do recalque diferencial e redução da mão de obra. 

Também apontamos algumas desvantagens, como a necessidade maior de controle tecnológico, maior ocorrência de fissuras, dificuldade para manutenção de instalações subterrâneas e aumento do peso da estrutura.

Para a sua execução, em primeiro lugar é necessário fazer a limpeza, escavação, nivelação e compactação do terreno. Após isso, existe a necessidade de realizar as instalações elétricas e hidrossanitárias subterrâneas que devem ser posicionadas e executadas.

Conforme a Norma Regulamentadora NBR 6122, devem ser posicionados os objetos de proteção da fundação. Estes consistem em fôrmas de madeira nas laterais e lona para impermeabilização onde será inserido um lastro de brita com 7cm. 

Dessa forma, com a aplicação desses elementos, se faz a proteção da armadura das matérias orgânicas e demais componentes do solo, assegurando a integridade do radier.

Depois disso, deve-se fazer a inserção das armaduras dimensionadas e detalhadas no projeto de fundação, tornando possível a concretagem do elemento, sendo finalizado com o sarrafeamento da superfície. Por último, é necessário realizar a impermeabilização da fundação.

Basicamente, a fundação radier pode ser aplicada em diversos projetos da construção civil. Ela é considerada por muitos engenheiros como uma das mais vantajosas para pequeno porte. 

Mesmo assim, são pouco utilizadas em comparação às sapatas, corridas e isoladas, principalmente por apresentarem maior complexidade de projeto. Também são pouco vistas, já que exigem maiores cuidados durante a execução.

No entanto, ela também pode ser usada em grandes edificações. Por exemplo, um dos prédios mais altos do mundo, Edifício Burj Khalifa, situado em Dubai, recebeu a fundação radier ao invés de fundações com blocos de estacas. 

Esse processo foi escolhido, pois ao contrário seriam necessários elementos muito maiores, resultando em uma estrutura com quase 4 metros de espessura, a qual é apoiada em 194 estacas com diâmetro de 1,5 metros e 43 metros de extensão.

Assim, a fundação radier pode ser utilizada em diversos tipos de construção. Para definir a sua aplicação, deve-se realizar o desenvolvimento de estudos de viabilidade técnica e econômica. 

Desse modo é possível averiguar se ela apresenta vantagens em sua utilização em comparação a outros tipos de fundação. 

No entanto, vale destacar que ela é indicada para o uso em obras de pequeno porte, quando existe a necessidade de redução do recalque diferencial e área de projeção das sapatas superior a 70% da área da construção.

Apesar de ser uma estrutura simples este tipo de fundação pode ser combinado com diferentes tecnologias para melhorar o desempenho do elemento. Além disso, a escolha do tipo de radier ideal deve ser sempre feita após a análise da interação entre o solo e a fundação.

Desse modo, para tomar a decisão final, deve-se considerar alguns pontos como: capacidade de carga, tipo de solo, compactação, perfil, nível d’água, entre outros. Tudo isso pode ser contemplado por meio da sondagem e estudo do solo.

Confira os principais tipos de fundação radier utilizados na construção civil:

 

Os tipos de Fundação Radier

Radier com Concreto Armado – Este é um tipo de fundação radier que é mais indicado para utilização em construção de casas ou pequenos edifícios de até cinco pavimentos. Além disso, ele serve para estruturas que possuem sua composição feita por malha de aço seguida por camada de concreto.

Radier com Concreto Protendido – Ao contrário, este modelo de fundação radier deve ser direcionado para áreas maiores, como por exemplo em estacionamentos, casas contínuas ou estruturas de até doze pavimentos.

Isso ocorre, principalmente, porque ele deve ser composto de uma combinação entre uma tela e cabos de aço. Além disso, a fundação também é revestida por concreto, sendo considerada uma das mais viáveis quanto ao custo e segurança.

Radier Nervurado – Uma fundação radier que pode ser usada em locais onde o solo é expansivo, em razão da rigidez proporcionada diante da movimentação do solo.

Radier Estaqueado – Por último, vamos falar de um tipo de fundação radier bastante diversificado. 

Ele é composto por uma estrutura mista de estacas. Seu papel ideal está em grandes construções situadas em locais com solo de baixa resistência. Desse modo ela é capaz de facilitar a transferência de toda a carga para as estacas através da laje.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?