Construção inteligente: saiba tudo sobre essa nova tendência

Construção inteligente: saiba tudo sobre essa nova tendência

Construção inteligente: saiba tudo sobre essa nova tendência

A construção inteligente é uma das novas tendências da construção civil que acompanha a evolução tecnológica do setor. Todo o processo que envolve uma obra é bastante complexo e muitas vezes existem atrasos, retrabalhos e desperdícios. Tudo isso causa problemas tanto para o cronograma, quanto para o custo e qualidade do projeto.

Desse modo, a construção inteligente veio para criar diversas soluções para o setor. O termo se refere a um conjunto de ações que têm como objetivo otimizar o processo construtivo. Assim, é possível reduzir os riscos de falhas, atrasos e desperdícios. Ou seja, é uma forma de trazer para os projetos de construção civil uma obra mais econômica, rápida e com melhor qualidade.

Essa nova tendência vai desde a escolha dos materiais até a gestão da obra, tendo grande influência também no planejamento e execução do projeto de construção civil.

Quer saber mais? Veja abaixo como funciona a construção inteligente e algumas práticas que ela utiliza para tornar a obra mais eficiente. Fique ligado!

O que é a construção inteligente e suas vantagens

Em primeiro lugar, a construção inteligente é uma nova forma de abordar todo o processo construtivo. Ela tem como principal objetivo reduzir os riscos, falhas, atrasos e desperdício. Para que isso ocorra, é necessário adotar uma série de práticas que envolvem esse modelo construtivo.

Essas práticas vão desde o planejamento até a execução final da obra. Todo esse processo é voltado para tornar a construção mais eficiente, econômica e sustentável. Para que isto ocorra, a construção inteligente apresenta uma abordagem integrada.

Ou seja, todas as etapas da obra são planejadas e consideradas em conjunto. Desse modo, quem estiver trabalhando no projeto deve levar em conta as interações entre esses momentos, tentando sempre maximizar a eficiência do processo como um todo. 

Essa é uma das principais características dessa tendência da construção civil, que faz com que seja possível evitar retrabalhos, reduzir desperdícios e melhorar a qualidade da obra.

Além disso, a abordagem sustentável também é parte fundamental da construção inteligente. Nesse sentido, deve-se partir da escolha de materiais mais eficientes e sustentáveis, o uso de energias renováveis e a redução do consumo de água e energia durante a construção e operação do edifício. 

Ela também é executada de maneira que possa reduzir os impactos ambientais, como poluição sonora, do ar e do solo.

Outra característica e vantagem apresentada por esse tipo de construção é o fato dela tornar a obra mais dinâmica. Como destacamos, ela é feita de forma integrada entre as etapas do projeto e, por isso, mais eficiente, coordenada e ágil.

Desse modo, é possível reduzir o tempo necessário para realizar cada etapa da obra, evitando atrasos e retrabalhos. Assim ela integra diversas áreas como elétrica, hidráulica e estrutura. Isso possibilita otimizar os processos e evitar possíveis problemas no futuro.

Como funciona o processo construtivo inteligente

A construção inteligente tem quatro pontos característicos que indicam o seu funcionamento: integração, eficiência, sustentabilidade e tecnologia. Todos eles possuem um papel fundamental nessa modalidade de construção. Confira como funcionam na prática:

Integração – Em primeiro lugar, a integração. Como falamos anteriormente, todas as etapas da obra são realizadas de forma mais coordenada e eficiente, sendo pensadas de maneira única e em conjunto. Nesse sentido, é importante que os diferentes profissionais de todas as áreas do projeto estejam se comunicando frequentemente, com informações e dados precisos.

Eficiência – A eficiência pode ser alcançada de diversas formas com a construção inteligente. Esse pilar do modelo construtivo pode ser alcançado com a utilização de materiais mais eficientes e sustentáveis e otimização do processo construtivo. Além disso, podemos citar a redução de desperdícios e retrabalhos e o uso de tecnologias que possam tornar o processo mais ágil e dinâmico.

Sustentabilidade – A proteção ambiental deve fazer parte de todo empreendimento que queira se destacar no mercado. Não é diferente com a construção inteligente. Desse modo, são utilizados materiais mais eficientes e sustentáveis, além do uso de energias renováveis, a redução do consumo de água e energia durante a construção e operação do edifício e a minimização dos impactos ambientais da obra.

Tecnologia – Por último, vamos abordar a tecnologia, um elemento chave da construção inteligente. Para que todas as etapas da obra ocorram de forma eficiente, coordenada e sustentável, deve-se utilizar ferramentas modernas, como por exemplo: softwares de modelagem 3D, sistemas de automação residencial, drones para monitoramento da obra, sensores de temperatura e umidade, entre outros.

Outras ferramentas também podem ser utilizadas durante o processo construtivo, colaborando na identificação de problemas antes mesmo de iniciar a obra, reduzindo o risco de retrabalhos e atrasos.

8 ferramentas tecnológicas que tornam o processo construtivo inteligente

BIM (Building Information Modeling) – Em primeiro lugar, vamos destacar o BIM. Esta tecnologia executa o processo de modelagem tridimensional, permitindo criar um modelo virtual completo do edifício.

Assim, esta ferramenta faz o modelo não só da estrutura do prédio, mas também das instalações elétricas, hidráulicas, entre outras. Isso é fundamental para que os profissionais envolvidos na obra visualizem todas as etapas de maneira prévia, identificando possíveis problemas e retrabalhos.

Drones – Ferramentas essenciais para realizar os levantamentos topográficos. Essa parte é fundamental para compreender a área onde o empreendimento será construído. Também é perfeito para realizar a inspeção de fachadas e estruturas, monitoramento do progresso da obra e muito mais.

Os drones também possuem a funcionalidade de coleta de dados precisos, executando a realização de simulações de obra em tempo real.

Realidade Virtual e Aumentada – Cada vez mais avançada, essa tecnologia tem sido bastante utilizada pela construção civil. Elas oferecem a possibilidade de os profissionais visualizarem um modelo 3D da obra em tempo real. Assim, é possível simular diferentes cenários e verificar quais são as interferências e problemas. Esta ferramenta também pode colaborar na construção inteligente com o treinamento e capacitação de equipes.

Sensores Inteligentes – Não poderiam faltar sensores em uma construção inteligente. Eles são utilizados nos empreendimentos modernos para fazer o monitoramento de temperatura, umidade, vibração, entre outras variáveis.

Desse modo, os profissionais responsáveis possuem mais informações que possam colaborar na identificação de possíveis problemas. Assim, eles antecipam esses casos antes que se tornem críticos e evitam a necessidade de retrabalhos e reduzindo o risco de acidentes.

Impressoras 3D – Há pouco tempo as impressoras 3D pareciam algo distante de qualquer mercado, mas chegaram com tudo para colaborar na construção inteligente. Elas conseguem criar peças sob medida, como molduras, janelas e portas, por exemplo.

Também podem colaborar na fabricação de componentes pré-fabricados, diminuindo o tempo da construção. Além disso, são mais econômicas e não necessitam de mão de obra especializada.

A360 – Esta é uma ferramenta que pode ser utilizada por dispositivos móveis com o programa AutoCAD, usado por engenheiros na construção civil. Com este programa, os profissionais podem editar e visualizar desenhos com integração com BIM para visualização 3D.

No entanto, a grande vantagem do A360 é a possibilidade de ser utilizado no celular, permitindo que os trabalhadores responsáveis possam fazer ajustes no projeto durante visitas no canteiro de obras ou em viagens. Ele também possui maior segurança, já que os dados são armazenados na nuvem e ainda apresenta facilidade de compartilhamento das informações.

ERP (Enterprise Resource Planning) – Outro software que se aplica bastante para a construção inteligente. Ele é utilizado para gerenciar o planejamento e a execução de projetos. Através deles, o responsável pela obra consegue fazer o controle de custos, a gestão de materiais, o acompanhamento do progresso da obra e muito mais.

Paredes prontas para construção – Concluindo, vamos falar das paredes pré-moldadas, que possuem relação muito próxima com a construção inteligente. Elas são feitas sob medida, com todas as características necessárias para atender determinado projeto.

Sua fabricação também é rápida e econômica, sendo executada em blocos cerâmicos moldados in loco. Assim, elas chegam ao canteiro de obras prontas para a instalação, reduzindo muito tempo da construção e também os custos. Além disso, essas paredes são mais resistentes, duráveis e com isolamento acústico e térmico adequados, garantindo mais qualidade na obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?