A importância da fundação para monumentos históricos: Catedral de Notre-Dame

solos com lençol freático
Conheça os tipos de fundação para sua obra
29 de maio de 2019
Tipo de Sapata
Tipo de Sapata – Saiba como escolher o melhor para sua fundação
15 de julho de 2019

A importância da fundação para monumentos históricos: Catedral de Notre-Dame

catedral de notre dame

catedral de notre dame

A importância da fundação para monumentos históricos: Catedral de Notre-Dame

 

Quem nunca ouviu falar na famosa Catedral de Notre-Dame, tema inclusive das histórias infantis. O famoso templo é um dos principais pontos turísticos de Paris. Mesmo após recentemente ter sido parcialmente destruído em um incêndio, ainda segue recebendo milhões de visitantes.

 

Localizada na Ilê de la Cité, ilha localizada no curso do Rio Sena, a Catedral teve sua construção estendida por quase 200 anos. Quem visita o lugar, brinca que na verdade nunca foi terminada. Mas qual seria a resposta para uma edificação que iniciou ainda no ano de 1163. A resposta estaria em sua fundação. Para Paris, a demolição da Catedral seria uma enorme perda em turismo e renda. Por isso, a solução encontrada foi as reformas realizadas ao longo dos anos.

 

No local onde hoje está construída a Catedral de Notre-Dame, já existiram outras duas igrejas dedicadas ao deus romano Júpiter. As evidências arqueológicas também sugerem que chegou a existir uma pequena cidade romana chamada Lutécia, no mesmo lugar. Uma dimensão do tanto de história que carrega a construção.

 

A ideia do bispo Maurice de Sully é que a Catedral fosse a maior da cidade, em um momento que Paris passava por forte crescimento populacional e econômico. Uma homenagem à Virgem Maria (Notre-Dame, em francês, significa “Nossa Senhora”).

 

A construção da Catedral

 

A primeira pedra da catedral foi colocada pelo Papa Alexandre III, em 1163, e o altar maior foi consagrado 26 anos mais tarde. Sua construção foi realizada no estilo arquitetônico da época, o estilo gótico. Além disso, as torres de cerca de 68 metros de altura foram construídas entre 1210 e 1250.

 

No século XIV, algumas adequações foram feitas, como o alargamento dos braços dos transeptos e a instalação de contrafortes no coro. Já no século XIX, a catedral parisiense estava em um péssimo estado, sua derrubada chegou a ser considerada. Suas pedras seriam utilizadas para construir novas pontes em Paris.

 

Histórica, Notre-Dame ainda escapou de uma possível destruição durante a Revolução Francesa, quando Napoleão foi coroado rei da França, em 1804. Também sobreviveu a duas guerras mundiais.

 

Uma construção que permanece atual

 

Um verdadeiro ponto turístico, a quantidade de visitas e falta de reformas nos últimos anos colocaram em dúvida a segurança do templo. Nem o governo francês nem a Igreja Católica francesa quiseram assumir os custos de reforma. O que fez com que a arquidiocese de Paris lançasse em 2017 um pedido de doações para a restituição. As restaurações necessárias para a integridade estrutural do edifício poderiam custar até 112 milhões de dólares.

 

Infelizmente, após as obras iniciarem, em 15 de abril de 2019, um incêndio ocorreu na catedral. O pináculo central, foi o epicentro do fogo. A torre pontiaguda e o teto da igreja desmoronaram completamente, em um momento que os católicos do mundo inteiro se preparam para celebrar a Semana Santa. O exemplo da Catedral mostra a importância de realizar uma reestruturação em tempo correto.

 

Este foi um lugar de importantes eventos históricos. Momentos histórico que marcaram, como a coroação do rei Henrique VI da Inglaterra, em 1431, a beatificação de Joana d’Arc pelo Papa Pio X, em 1909. A Catedral também foi imortalizada em obras literárias como “O Corcunda de Notre-Dame”, de Victor Hugo, que em francês é intitulada “Notre-Dame de Paris”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *